top of page

A BYD que provocou, mas a Renault ainda mantém a coroa

Fala galera, tudo bem? O Domingo, dia 25/02/2024, entrará para a história da indústria automotiva brasileira com a apresentação do novo BYD Dolphin Mini (mais conhecido como BYD Seagull pelos gringos).



O grande dia do lançamento era esperado por todos aqueles que são apaixonados ou pelo menos acompanham o mercado automotivo. Alguns flagras já estavam acontecendo nos últimos dias com o registro de caminhões cegonhas por todo o Brasil carregando o pequeno gigante.


A BYD também estava preparando o espírito da galera com o final de semana de promoções nos demais modelos. As 48h eletrizantes da BYD lotaram as concessionárias e permitiu a oportunidade de muitas pessoas andarem pela primeira vez em um carro elétrico.


No domingo de manhã já começavam os comentários do lançamento do BYD Dolphin Mini no Domingão do Huck, o Mercado Livre trazia as informações técnicas e a possibilidade de reserva antecipada (sem divulgação do preço). Em momentos ao longo do dia, o site do Mercado Livre ficou fora do ar por conta da quantidade de acessos.


A hora do lançamento se aproximava e as pessoas começavam a comentar nos grupos de WhatsApp "É agora", "Já vai passar", "Acho que é depois desse bloco"... Até lives para acompanhar o lançamento foram iniciadas. Para ser sincero, eu nunca assisti o programa do Domingão do Huck e fiquei pelo menos 1 hora acompanhando no aguardo. No final das contas, a Globo deveria pagar à BYD para expor o carro.


O carro foi apresentando, muitos vídeos foram publicados pelos influencers e jornalistas convidados pela BYD e milhares de reservas confirmadas. Mas, afinal, qual é o valor do novo BYD Dolphin Mini. Se você não sabe ainda, bem vindo ao clube: o valor não foi divulgado.


Sabemos que informalmente o preço é de R$99.800,00, mas ainda continua o mistério. A verdade é que o rumor do preço final já foi suficiente para reduzir o preço de outros compactos elétricos como o Renault Kwid e-tech e JAC E-JS1.


Não tem como negar que A BYD que provocou a queda de preços, mas a Renault ainda mantém a coroa do carro elétrico mais barato do Brasil. Aliás, a Renault, querendo ou não, leva para sempre o troféu do primeiro carro elétrico abaixo de R$100.000,00 no Brasil.


Mas ainda fica a dúvida, vale a pena comprar o Dolphin Mini no lançamento ou espero mais um pouco?


Se você já tinha a expectativa e vontade de comprar o carro, vá e seja feliz. Se você já buscava um carro elétrico e entende que esse será seu primeiro de muitos, pode apostar que será uma boa opção. Mas se você ainda está na dúvida ou a grana está contadinha, calma.


Não estou dizendo que o carro não seja digno de confiança. Entretanto, eu quero dizer que, em breve, terá a opção de comprar um Dolphin Mini seminovo com precinho ainda melhor.


Entenda que não digo isso contando que haverá uma avalanche de donos descontentes querendo se livrar do carro. Pelo contrário, acredito que o sucesso será tão grande que o Fiat Mobi e Renault Kwid correm o risco de perder espaço na frota das locadoras.


Corro o risco de ser leviano, mas acredito que o maior volume de vendas dos modelos Fiat Mobi e Renault Kwid são para exatamente para essas locadoras e, só depois de um ano, os carros são colocados à venda para pessoa física. Ouso em dizer que o BYD Dolphin Mini poderá seguir o mesmo ritual.


Sendo assim, encerro dizendo que a BYD tem um peso extremamente grande na mobilidade elétrica, mas só o tempo poderá nos dizer como ficará o Brasil após a chegada do Tsunami de carros elétricos. Enquanto isso, volto a afirmar: A BYD que provocou, mas a Renault ainda mantém a coroa.


Até mais.

91 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page